InícioPortalRegistrar-seConectar-se

Ver as novas mensagens desde minha última visita
Ver minhas mensagens
Ver as mensagens sem resposta
Compartilhe | .
 

 MotoGP Valência: Stoner nega vitória a Spies

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
T@go
CBR 650
avatar

Pendura : ..............Sofia!!

Número de Mensagens : 5395
Idade : 41
Localização : Cascais
Mota/Modelo : Hornet
Data de inscrição : 01/05/2009

MensagemAssunto: MotoGP Valência: Stoner nega vitória a Spies Novembro 7th 2011, 22:30


A derradeira corrida da temporada de MotoGP foi atribulada e de emoções diversas. Logo pela manhã, todos os pilotos das três categorias deram uma volta à pista em homenagem a Marco Simoncelli, com o imenso pelotão a ser encabeçado pela própria moto do “SuperSic”, pilotada por Kevin Schwantz, enquanto Loris Capirossi, que terminou a sua longa carreira de 22 temporadas no Mundial após esta corrida, fez questão de trocar o seu habitual #65 pelo nº 58 de Simoncelli.
Com a chuva a persistir, tal como havia acontecido ao longo do fim-de-semana, os estragos começaram logo na primeira curva, quando, na “molhada”, a roda traseira da RCV de Dovizioso toca na dianteira da Suzuki de Bautista. O italiano prosseguiu incólume, mas a moto de Bautista, qual bola de bowling, levou consigo Valentino Rossi, Randy de Puniet e Nicky Hayden, ficando os quatro fora de combate.

Na frente, Casey Stoner cavava vantagem, mas, nas condições difíceis que se viviam, o australiano abrandou o ritmo, e subitamente viu Ben Spies “em cima” de si, ele que se havia antes desembaraçado de Pedrosa e Dovizioso (ainda em luta pelo 3º lugar do Campeonato).

Spies passou para o comando a três voltas do fim, na sequência de um erro de Stoner, que diz ter entrado em ponto morto no lugar de primeira. O texano parecia encaminhar-se para a sua segunda vitória em MotoGP, mas Stoner, a meio da última volta, Stoner deu o tudo por tudo, de tal modo que, afirmaria depois, “arrisquei mais aí do que em toda a época”. O esforço compensou, pois Stoner sairia melhor da última curva, batendo Spies sobre a meta por apenas 15 milésimas de segundo.

Dez vitórias e doze pole positions em 18 corridas, terminando com 90 pontos de avanço sobre Jorge Lorenzo (ausente em Valência), é o balanço triunfal do australiano, que assim se tornou no primeiro e no último piloto a vencer na era das 800 cc (Qatar em 2007, Valência em 2011).

No último lugar do pódio ficou Andrea Dovizioso, na sua despedida da Honda, à frente de Cal Crutchlow e Dani Pedrosa, com o italiano a assegurar assim o 3º posto do Campeonato. Os substitutos de Lorenzo e Edwards, respectivamente Katsuyuki Nakatsuga e Josh Hayes, terminaram nuns meritórios 6º e 7º lugares, com Abraham, Capirossi e Elías a fecharem o top 10, numa corrida em que terminaram ainda Barberá e Aoyama.
Em Moto2, vitória de estreia para Michele Pirro, que havia saído da pole position, e um justo prémio em jeito de homenagem para o Team Gresini, acompanhado ao pódio por outros dois homens que não são clientes habituais destas posições de topo em Moto2: Mika Kallio e Dominique Aegerter.
Com Marc Márquez impedido de alinhar por ordem médica, e Stefan Bradl sagrado Campeão antes mesmo do fim-de-semana começar, Bradl acabou por não juntar ao título uma boa exibição, abandonando por queda na fase inicial da corrida.
Finalmente, em 125 cc, o único título que faltava atribuir foi para o candidato mais lógico, Nicolas Terol, que havia chegado a Valência com 20 pontos de avanço sobre Johann Zarco. Terol apenas necessitava de um 11º posto, mesmo que Zarco vencesse, mas o francês caiu à 3ª volta, e Terol apenas teve de continuar, já com o título no bolso, rumo ao terceiro lugar, atrás de Maverick Viñales, que conseguiu o 4º triunfo do ano, e do seu colega de equipa Hector Faubel.

Esta corrida foi especialmente significativa pois, não só era a derradeira da classe de 125 cc, que para o ano será substituída pelas Moto3 (250 cc a 4T), como marcava assim o fim dos motores a dois tempos no Mundial de Velocidade, uma transição que começou em 2002 com a introdução da classe de MotoGP, e prosseguiu há dois anos com a Moto2.






Fonte:Motociclismo
Voltar ao Topo Ir em baixo
 

MotoGP Valência: Stoner nega vitória a Spies

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
CBRportugal | Comunidade Motard :: COMPETIÇÃO :: MotoGP & Superbikes-